O Papel da Escola no Desenvolvimento da Autonomia Infantil

O Papel da Escola no Desenvolvimento da Autonomia Infantil

Categoria: Artigos

Quando falamos de autonomia infantil nos referimos à capacidade da criança em ser independente e autossuficiente. Cultivar essa característica na infância é importante para que os pequenos se desenvolvam como indivíduos e se reconheçam como agentes de sua existência.

Para isso, tanto a escola, quanto os pais, precisam trabalhar para incentivar a autonomia das crianças de acordo com cada faixa etária. Quer entender qual o papel do ambiente escolar nesse processo e como você pode contribuir em casa? Acompanhe o artigo!

Como é trabalhada a autonomia infantil no ambiente escolar?

Na escola, as crianças precisam encontrar um ambiente adequado e propício para o desenvolvimento da autonomia.

A construção de rotinas, sempre presente nas escolas, contribui demasiadamente para a independência da criança, já que elas sabem quando devem estudar cada disciplina e realizar cada atividade. Esse processo ainda ajuda na compreensão dos sentidos de limites e de ordem.

Mas, além do uso de rotinas bem estipuladas, há outras formas de estimular a autonomia infantil.

No Colégio Koelle, por exemplo, nós entendemos que a aquisição de novos conhecimentos não deve ser o único foco do ambiente escolar. Também é necessário trabalhar para a formação de crianças mais criativas, independentes e autossuficientes. Para conquistar esse objetivo:

  • oferecemos espaço físico acolhedor e atrativo que motiva o uso da criatividade e exploração de ideias;
  • contamos com uma rotina escolar que contribui para a interação e sociabilidade;
  • proporcionamos uma formação holística embasada na ética, respeito e solidariedade;
  • criamos um clima que incentiva a pesquisa, as descobertas e a experimentação.

Como ajudar seu filho a ser mais independente em casa?

Quando há uma parceria entre a família e a escola, o desenvolvimento infantil como um todo é potencializado. Por essa razão, também é importante que os pequenos continuem recebendo esses estímulos em casa.

Um estudo feito pela Universidade de Montreal comprovou que incentivar a autonomia desde cedo traz benefícios para o desempenho cognitivo dos pequenos. Por isso, veja só algumas dicas para participar do processo de incentivo à independência:

  • não faça aquilo que seu filho é capaz de fazer sozinho;
  • estimule atividades apropriadas para cada idade, como deixar a criança se alimentar sozinha, organizar as tarefas de casa e até realizar afazeres domésticos;
  • ensine-o a lidar com frustrações e ser persistente;
  • incentive-o a tomar suas próprias decisões e a resolver seus problemas;
  • encoraje a comunicação entre vocês;
  • dê limites.

Atenção! Incentivar a autonomia infantil não é deixar seu filho fazer o que quiser, mas instruí-lo a tomar suas próprias decisões e guiá-lo para que sejam as mais assertivas possíveis.

Agora que já sabe como o ambiente escolar é importante para a educação de crianças mais independentes e preparadas para o futuro, aproveite para conhecer mais sobre o Colégio Koelle.

Agende uma visita