inclusao-escolar-e-autismo-como-preparar-meus-filhos-para-as-diferencas

Inclusão escolar e Autismo: Como Preparar Meus Filhos para as Diferenças

Categoria: Artigos

A inclusão escolar possibilitou que a diversidade chegasse até as salas de aula. Mas como preparar meus filhos para as diferenças?

Afinal, o que é Transtorno do Espectro Autista (TEA)?

O Transtorno do Espectro Autista é um transtorno do desenvolvimento que faz com que a pessoa tenha dificuldades no relacionamento com os outros e com o ambiente onde vive.

Os principais déficits são:

  • Prejuízo na comunicação social
  • Interesses fixos e restritos

Segundo o Centro de Controle de Doenças (EUA), atualmente uma em cada 59 crianças é autista, sendo 5 vezes mais comum em meninos do que em meninas.

O tratamento com equipe multiprofissional em parceria com escola e família e a inclusão no meio social possibilitará o desenvolvimento das habilidades em déficit ou de estratégias que complementem ou substituam determinada habilidade.

Como preparar meus filhos para as diferenças?

Converse com seus filhos sobre as diferenças e o ensine a valoriza-las. Todos nós somos diferentes, cor da pele, tipo de cabelo, voz, cheiro, preferências… As diferenças nos fazem únicos!

Mostre para seus filhos que todos, inclusive você mesmo, tem habilidades e dificuldades. Faça isso no dia-a-dia de vocês, diga a eles como para você é difícil memorizar um caminho e diga também como você é bom em lembrar o nome das pessoas, por exemplo.

Ensine empatia! Saber se colocar no lugar do outro diminui a probabilidade de não ser legal ou tratar o outro com indiferença e aumenta a possibilidade de sair em defesa de um amigo numa situação de injustiça.

Meu filho tem um amigo com TEA

Dizer para uma criança qual o diagnóstico do seu amigo nem sempre é uma boa estratégia, as crianças podem interpretar mal ou dizer isso ao colega, que ainda não tem consciência do seu diagnóstico. Espere que cada um fale a respeito de si mesmo.

Converse com seus filhos sobre o amigo, como ele é e sobre maneiras legais de agir com ele.

Responda apenas o que seus filhos lhe perguntarem, muitas vezes as suas respostas não são as dúvidas deles. E se você não souber todas as respostas, pesquisem juntos, é importante que eles saibam que você se importa.

Lembre seus filhos de que todos são diferentes, mas todos precisam de amor e respeito.

Mais artigos como esse você confere aqui.

Artigo escrito por Maria Beatriz Padoveze, Psicóloga do Ensino Infantil do Colégio Koelle.

Agende uma visita