Crônica: Observador em crise por Victor Martins

Categoria: Sem categoria

Victor de Souza Martins

Em plena Primavera, que eu achei que chegaria trazendo paz e calmaria, me pego em uma angústia, uma crise que a princípio não consigo explicar. Não sei mais o que esperar dos meses futuros. Como já dizia minha avó, quanto mais eu rezo, mais problema me aparece. Não sai da minha cabeça a ideia de que o brasileiro só dança! E olha que nem é samba. Dança por vários motivos, um dos que mais pegam atualmente é o desemprego.

Aparecem no noticiário diariamente tantos fatos terríveis que deixam o brasileiro ainda mais sem rumo, mas quero falar um pouco do que desapareceu. Você sabia que em 2016 houve Paraolimpíadas no Rio? Pois bem, eu quase que não. As emissoras abertas decidiram não transmitir a abertura do evento, muito menos cobrir um terço dos jogos, mas por qual motivo? Bom, não vamos somente culpá-las, a maior parte da população ainda tem um estranhamento em relação a esse evento, parece uma ideologia dos esportes, que propagam a ideia de que o atleta é somente aquele com um corpo tido como perfeito, escultural. Temos que quebrar esse paradigma. O pouco que vi dos Jogos me tocou pela garra dos atletas desafiando as suas próprias limitações e conquistando resultados surpreendentes.

E o Ensino Médio? Já havíamos tirado a merenda, agora vamos revolucionar! E se tirarmos as aulas de artes, educação física, filosofia, sociologia, e,mais importante, o senso crítico de toda uma gama da população? Ninguém nega que o EM precisava de uma reforma há tempos, mas não com medidas provisórias, sem embasamento educacional algum. Um desrespeito com os profissionais da área.

É importante ressaltar que grande parte dos problemas enfrentados hoje no país não começou agora, não se trata de uma novidade infeliz, são problemas estruturais de governo, algo que vem desde lá de trás.

Nota do autor: O mês de setembro foi marcado pela solidariedade e bondade graças à campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, conscientizando para esse grave problema, entretanto, devido a minha insegurança quanto ao futuro próximo, prevejo que a cor de outubro será escura, provavelmente em tons bordeaux.

Agende uma visita