Entrevista com a ex-aluna Mariana Carvalho

Categoria: Social Sustentabilidade Tecnologia

Na edição de agosto, o Kara do Koelle conversou com Mariana Carvalho, ex-aluna do Koelle, formanda do ano de 2009, que reside nos EUA.

KK: Conte-nos um pouco sobre a sua trajetória acadêmica, desde a graduação no Brasil até os estudos nos EUA.

Mariana: Estudei no Colégio Koelle de 2003 a 2009. Em 2010, fui para São Paulo estudar Propaganda e Marketing na ESPM. Me formei e em 2014 me mudei para o Rio de Janeiro. Em 2016 conclui um MBA em Inteligência Competitiva, na ESPM-Rio. Sempre fui apaixonada por ferramentas que pudessem impactar positivamente as pessoas e a tecnologia sempre me fascinou por abrir caminhos e possibilitar acessos em diversas formas. No segundo semestre de 2016 recebi uma bolsa de estudos e vim para os Estados Unidos fazer mestrado em Ciência da Computação. Me formei no final do ano passado e esse ano comecei a trabalhar na área de engenharia de sistemas e pré-vendas da Dell.


KK: Em seus trabalhos, você demonstra paixão pela tecnologia e grande engajamento com a questão do empoderamento feminino. Como surgiram essas vocações?

Mariana: O interesse por tecnologia sempre existiu, especialmente quando comecei a faculdade e me envolvi em trabalhos de desenvolvimento de aplicativos. Até então, eu não tinha conhecimento técnico nenhum e isso começou a fazer falta. Estudar Ciência da Computação foi um divisor de águas. Em relação à desigualdade de gênero, meu interesse cresceu quando vim morar nos Estados Unidos e eu senti na pele o que é ser imigrante, latina e mulher em uma área que ainda precisa de muita diversidade: a de tecnologia. Diariamente, em todas as partes do mundo, e em todas as indústrias, as mulheres lutam por um ambiente pessoal e profissional mais justo e igualitário, menos machista, menos sexista e mais inclusivo. É nosso dever, como sociedade, construir uma realidade na qual meninas e meninos tenham acesso às mesmas oportunidades, independentemente de classe social, gênero, orientação sexual ou cor da pele. E é nisso que eu acredito e pelo o que eu luto.


KK: O que é a Financela? Quando ela deve entrar em operação?

Mariana: Financela é uma plataforma de financiamento coletivo e a primeira no Brasil a ser voltada exclusivamente a projetos liderados por mulheres. Através da Financela, nós esperamos ajudar mulheres a financiar seus sonhos, seja em qualquer indústria e campo de atuação. Nós estamos trabalhando no desenvolvimento da plataforma e esperamos rodar uma fase de testes ainda em agosto. Nossa intenção é lançá-la no máximo em setembro.


KK: Você trabalha atualmente na Dell e atua em diversos projetos pessoais, entre eles a Financela. Como consegue conciliar todas essas atividades?

Mariana: Eu sou extremamente apaixonada pela causa (empoderamento feminino) e respiro isso dia e noite, seja na minha vida pessoal ou profissional. Minha jornada na Dell está sendo incrível e é uma parte importante da minha vida, assim como a Financela. Como dizem: “Quem quer arruma um como. Quem não quer arruma uma desculpa”. Eu acordo às 6h da manhã e vou dormir às 23h. Organizo o meu tempo e tenho muito apoio da minha família, principalmente da minha irmã, que está no Brasil e gerenciando a Financela comigo. Na Dell, tenho recebido apoio de diversas áreas, inclusive da diretoria e da vice-presidência global da empresa. Posso dizer que eu sou incansável, amo interagir com pessoas e isso é o que me faz feliz e ter tempo de conciliar tudo o que eu considero valioso.

Agende uma visita
Share This